ESTEIRA DE PRATOS ORIENTAIS E CULINÁRIA “FUSION” SÃO AS APOSTAS DO OKA RESTAURANTE, EM CURITIBA

Nova empreitada do premiado Chef Caju serve almoço de buffet típico, pratos a la carte e rodízio na esteira

No alto das colinas do bairro Pilarzinho, a poucas quadras da Pedreira Paulo Leminski, está o OKA, novo restaurante do renomado Chef Caju que abriu em junho deste ano e tem na culinária “fusion” oriental o diferencial de outros estabelecimentos semelhantes na cidade.

O conceito “fusion” se dá pela mistura e releitura de pratos típicos com toques mais contemporâneos, em que “a forma de preparo acaba sendo um pouco diferente, e também com ingredientes muitas vezes sequer imaginados nas receitas“, explica o Chef Caju. O chef se destacou na cena gastronômica de Curitiba exatamente por dar uma cara nova aos pratos orientais. Caju, ou Edilson Manoel da Silva, está em Curitiba há mais de 20 anos, e coleciona passagens por restaurantes premiados e renomados como Takô, Akira e Kenji Kaiten, além de diversos outros em que fez consultoria. Na época ele foi rotulado como “ousado” pelas criações e releituras, mas “é assim que a gente se difere dos outros, indo além do comum“, completa o chef.

Oka - Ceviche Contemporaneo Golden.jpg

No OKA ele apresenta um longo e variado cardápio, com quase todos os pratos que o fizeram famoso em Curitiba. Entre eles está o Yakisoba Contemporâneo (R$ 90), que serve três pessoas e leva cogumelos shimeji, shitake e champignon, brócolis, cenoura, camarão, vieiras e kani com molho branco; e o Teppan Soho (R$ 85), para duas pessoas, com salmão recheado com camarão, cream cheese, três tipos de cogumelos e arroz branco.

Entretanto existem outros que parecem improváveis, e são a prova extrema do conceito de “culinária fusion”. O Ceviche Contemporâneo Golden (R$ 22), por exemplo, pega o tradicional prato peruano e dá uma cara oriental. Ele leva um peixe do dia marinado no azeite extra virgem, limão, molho de ostra com tarê e ovas de massagô. Há também o Dynamite (R$ 12), servido como entrada em uma panelinha de ferro com fogo ao redor. Dentro dela há lascas de salmão gratinadas com creme levemente picante. E ainda o Pedro San (R$ 24), outra entrada que pode ser também como petisco de happy hour, com oito camarões envoltos no salmão e alho poró.

O Chef Caju criou também um outro prato bastante curioso, o Okonomiaki (R$ 70), que é chamada de “pizza japonesa” (fOka 2 - pizza japonesa (1).jpgotografia) . É uma massa preparada com algas na chapa, gengibre, legumes, cogumelos shimeji, cenoura, peixe robalo e tomate seco. Por cima, são colocadas raspas também de peixe seco, que parecem vivas com o calor do prato.

Buffet, rodízio e Kaiten (ou esteira)

De segunda a sábado, na hora do almoço, o Chef Caju prepara um grande buffet de comida oriental, com 20 tipos de saladas, 24 de pratos quentes e 20 sushis variados. Há opções diferentes como o “Hot de Mignon”, que leva carne bovina com cobertura de abacate; o “Hot Chicken” com queijo cheddar; e o “Ebi Lounge”, com camarão especial ao molho de ervas. O buffet é servido das 11h30 às 14h30, e custa R$ 59,90 o quilo (R$ 69,90 aos sábados e feriados). Oka - esteira 2.jpg

Tem também o rodízio oriental no almoço e no jantar, com 50 opções de pratos frios e 30 quentes. Custa R$ 79,90 por pessoa no almoço e R$ 89,90 no jantar. Pelo mesmo preço o cliente pode aproveitar a esteira de pratos orientais, mas apenas na hora do jantar. São servidas opções do rodízio e outras criadas na hora pelo chef e sushiman da casa. O formato de esteira, ou no original “Kaiten”, é o “mais pedido pelos clientes, tanto que às vezes chega a ter fila de espera para sentar ao lado dela”, explica Caju.

Oka - detalhe buffet 1.jpgSão mais de 30 opções rodando na esteira, como os sashimis, uramakis, sushis, algumas versões menores de teppans, e uma curiosa sobremesa chamada Itigô; – é uma lâmina de goiabada com cream cheese e morango enrolados no formato de sushi.

Há ainda outras opções mais diferentes de sobremesas. Uma delas, o Sensação Temaki Douce, é um cone de casquinha de sorvete no lugar do Nori, a alga marinha usada para enrolar os ingredientes, com recheio de Nutella, doce de leite, amendoim picado, bolinhas de chocolate crocante ou granulado, abacaxi, morango e amora. Custa R$ 15 no cardápio, ou em versão menor no rodízio. Outra é a mais recente criação de Caju, a casquinha com sorvete e frutas (R$ 20 a la carte, ou em versão menor no rodízio), é um mix de gelatina com frutas da época e cobertura de feijão azuki japonês, muito usado em sobremesas. Há ainda o creme de maracujá servido na casca do fruto com leite condensado e uma bola de sorvete, a R$ 30.

Para acompanhar, o OKA possui uma carta de vinhos e espumantes enxuta, porém variada e com preços bastante em conta. São rótulos da Argentina e do Chile a partir de R$ 49,90 a garrafa. Há também a taça de vinho português Olaria, tinto ou branco, a R$ 15,50. No entanto, quem quiser levar o próprio vinho, também pode, ora pois: o OKA não cobra rolha em nenhum dia da semana!

Já as doses de saquês, típicas e praticamente obrigatórias para qualquer prato oriental, custam a partir de R$ 10. A carta de drinks possui 12 opções entre os clássicos e os especiais da casa preparados pelo barman Lincoln Bueno, como os conhecidos Alexander (R$ 15) e Marguerita (R$ 17), e os autorais como o OKA Daniel’s (R$ 19), com whisky Jack Daniel’s, bolacha Negresco, leite condensado, creme de leite e chantilly; o Sake Refrescante (R$ 17), com saquê, suco de limão, soda limonada e licor de menta; ou ainda o OKA de Frutas (R$ 15), com sucos de abacaxi e de pêssego, creme de leite, leite condensado e groselha.

Promoções

Em alguns dias da semana, o OKA realiza promoções especiais para os clientes. Nas noites de terça-feira, por exemplo, as mulheres tem 30% de desconto no rodízio. Já no almoço de segunda a sábado, o casal que for ao restaurante paga R$ 135 também no rodízio. A cada dia são realizadas promoções surpresas, com a divulgação através da fanpage no Facebook (facebook.com/okaculinariaoriental).

Além da boa comida e das promoções, o restaurante possui um ambiente todo envidraçado com um amplo deck de madeira com vista para a cidade. Nos fins de tarde de sol na primavera e verão, este espaço terá uma programação diferenciada para o happy hour, com drinks e petiscos. Oka - fachada OKA.jpg

O OKA Culinária Oriental fica na Rua Nilo Peçanha, 3625, esquina com a Rua José Brenny, 33 (acesso ao estacionamento, gratuito), no Pilarzinho. Abre de segunda a sexta, das 11h30 às 14h30, e das 18h à 0h. No sábado, abre das 11h30 às 15h, e das 18h à 0h. E as reservas podem ser feitas pelo telefone 41 3528-0000, ou pelo 41 99646-9798.

 

Anúncios

Sobre alicevarajao

Sou jornalista, portuguesa radicada no Brasil. Vivo e trabalho em Curitiba e de quando em quando viajo para conhecer novos sítios, cidades, vinícolas e restaurantes. Trabalho com Assessoria de Imprensa e criei meu próprio site há mais doze anos. Divulgar a arte e cultura. Este é para o segmento de Gastronomia e Turismo. Pois a culinária e cozinha de um povo também é cultura e o turismo nos traz conhecimento e aprendizados com hábitos e costumes diferentes. Vamos ao trabalho!
Esse post foi publicado em Drinks, Gastronomia, Happy Hour e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s